top of page

PRÉ-DIMENSIONAMENTO ESTRUTURAL ANALISE DE PILARES, VIGAS E LAJES DE CONCRETO ARMADO

Devido à existência de diversos métodos de pré-dimensionamento, faz-se necessária uma análise comparativa, a fim de evidenciar qual o caminho mais eficiente para pré-dimensionar lajes, vigas e pilares de concreto armado. Neste trabalho, são estudados quatro métodos diferentes para cada tipo de elemento estrutural, além de aplicá-los em um projeto, com auxílio do programa Eberick, que apresenta os resultados decorrentes da utilização de cada método. Para isso foi utilizado um projeto arquitetônico de autoria de Rodrigo Vicente Machado Toffolo, da empresa SCTP Engenharia, para servir de base para o projeto estrutural. São descritos todos os processos de cálculo utilizados por esse software, bem como são explicados os erros emitidos por ele. Dessa forma, é possível comparar os erros no dimensionamento, compreender a diferença entre os parâmetros utilizados pelos autores nas fórmulas de pré-dimensionamento e identificar qual é o método mais adequado a se utilizar. Dentre os resultados, observa-se que os critérios mínimos da ABNT NBR 6118:2014 não devem ser adotados como método de pré-dimensionamento. Para lajes, os métodos de Formagini (2015), Pinheiro, Muzardo e Santos (2003) e Carvalho e Filho (2014) não apresentaram erros. Para vigas, o mais eficiente foi o método de Melo (2013), enquanto as equações propostas por Pinheiro, Muzardo e Santos (2003) demonstraram maior eficiência para pilares. De forma geral, considerando todos os elementos estruturais, o método mais eficiente foi o de Pinheiro, Muzardo e Santos (2003).


Palavras-chave: Concreto Armado. Pré-dimensionamento. Projeto Estrutural.




Comentários


whatsapp-image
bottom of page