top of page

ANÁLISE DA CAPACIDADE DE CARGA DE ESTACA ESCAVADA INSTRUMENTADA DE PEQUENO DIÂMETRO POR MEIO DE MÉTO


SCHULZE,T. Análise da capacidade de carga de estaca escavada instrumentada de pequeno

diâmetro por meio de métodos semi-empíricos. Campinas, Faculdade de Engenharia Civil,

Arquitetura e Urbanismo,Universidade Estadual de Campinas, 2013. Dissertação de Mestrado.


Esta pesquisa apresenta uma análise dos resultados da aplicação dos métodos semiempíricos

para o cálculo da capacidade de carga do sistema solo - estaca por meio do valor de

referência obtido por uma prova de carga instrumentada em profundidade. Para tanto, estudou-se

uma estaca escavada por trado mecânico, com diâmetro de 0,25m e comprimento igual a 5,0m e

executada no solo do tipo laterítico na região de Campinas-SP. Os parâmetros geotécnicos

utilizados foram obtidos a partir de ensaios in-situ (SPT-T, CPT, DPL, DMT), realizados no

local. Através da análise da curva carga vs. recalque pelo critério de rigidez de Décourt (1998),

constatou-se que o sistema solo - estaca apresentou ruptura física e capacidade de carga de

183kN. Os dados da instrumentação revelaram que a estaca em estudo caracterizou-se como uma

estaca de atrito. Os resultados dos métodos semi-empíricos foram agrupados de acordo com: tipo

de ensaio in-situ utilizado, tipo de ruptura considerada e distribuição da carga de ruptura total nas

parcelas de ponta e lateral. Verificou-se que os resultados de aplicação dos métodos de previsão

de capacidade de carga apresentaram uma dispersão elevada dos valores. Observou-se que 93%

dos métodos semi-empíricos forneceram resultados abaixo da capacidade de carga obtida da

prova de carga.







whatsapp-image
bottom of page